Programa de Revitalização de Aldeias do Algarve

 

Pag.16 de 20 sobre projectos em execução

 

http://www.ccdr-alg.pt/aldeias/aldeias.pdf

 

Localização:

S. Marcos da Serra, situado no limite do concelho de Silves com o concelho de Ourique, representa a fronteira entre o Alentejo e o Algarve.

 

Ficha Síntese:

População:

- Aldeia - 1 300 hab.

- Freguesia - 2060 hab.

Equipamentos Colectivos:

- Junta de Freguesia

- Ext. do Centro de Saúde

- Bombeiros Voluntários    

- Posto de Turismo

Colectividades Locais:

- Serrano Futebol Clube

- Associação Terras de Santa Maria

- Sociedade de Recreio e Instrução de S. Marcos

Festividades:

- Feira do Folar (Páscoa)

- Festas de S. Marcos (Abr)

- Feira de S. Pedro (Jun)

- Feira de Setembro

- Feira da Barreira (Dez)

 

Estrutura Urbana:

A aldeia desenvolveu-se numa colina, em torno da praça central, onde se localiza a Igreja Matriz, segundo dois eixos. Trata-se de um conjunto harmonioso onde se realça a presença de casas de tipologias rurais, de um piso (construídas em taipa, com tecto de caniço), bem como de dois pisos, que acompanham a topografia do território.

Valores Patrimoniais:

- A paisagem:

A paisagem distingue-se pela sua diversidade onde em cada unidade é possível referenciar o sobreiro, o medronheiro, o rosmaninho, a urze e as estevas.

- Património construído:

A Igreja Matriz que remonta ao século XVII, a chaminé algarvia do mesmo período, são exemplares quemerecem destaque. Contudo, é a estrutura urbana consolidada que salienta a ruralidade e a natureza do local.

Actividade Económica:

A decadência da importância agrícola reflecte-se na aldeia com o envelhecimento da população. Contudo, quer nos montes, quer na própria aldeia, aparecem “novos rurais” constatando-se osurgimento de novas actividades produtivas como o fabrico do pão, dos enchidos e da doçaria.

De facto, a gastronomia começa a ser um atractivo para os visitantes.

A galinha com grão, a feijoada, osmilhos e a galinha de cabidela são algumas das especialidades gastronómicas da Serra, enquanto no período da caça, se fazem os pratos de lebre, coelho e perdiz.

Projectos de Interesse:

- Recuperação de fachadas e arranjos urbanísticos de ruas e praças

- Construção do Museu do Azeite

- Construção do Mercado

- Construção do Centro Comunitário

- Construção do Centro Escolar

Montante Global de

Investimento:                                490 mil contos     

4. Faseamento das acções a desenvolver

4.1. Numa primeira fase foram seleccionadas as Aldeias do Algarve que correspondiam aos

critérios e à tipologia definida no programa. Essa selecção foi consensualizada com os parceiros

(DR Agricultura do Algarve, DRAOT, DR Economia e ADL’s - Alcance, Odiana, In Loco,

Vicentina) e com os Municípios.

Assim, nesta fase, foram seleccionadas 11 aldeias: Cacela-a-Velha, Odeleite, Vaqueiros,

Cachopo, Estoi, Querença, Paderne, S. Marcos da Serra, Caldas de Monchique, Carrapateira

e Budens. Estes projectos deverão ser executados entre 2000-2003. Entende-se que este programa

deverá gerar um efeito de demonstração, permitindo, posteriormente, a sua extensão a,

pelo menos, mais cinco aldeias .

Desculpem-me a Ignorancia mas o que falhou ?

publicado por Samuel Dias às 00:08 | comentar | favorito