Ainda os Bombeiros...

Nestes dois últimos dias tive a oportunidade de ler alguns blogs concelhios. Li o servirsives, onde me dei conta da visita do Sr. Carneiro Jacinto a São Marcos e o caoscosmos onde li uma resposta ao post dessa visita a São Marcos.

 

Carneiro Jacinto escreve e é transcrito no caoscosmos: “A Secção dos Bombeiros de S. Marcos da Serra fechou porque Messines entendeu que dava prejuízo. Não sabia que os bombeiros eram instituições para dar lucro.

 

E a resposta foi: “E nesta mensagem curta digo ao senhor Carneiro Jacinto, - Quando quiser saber algo sobre o processo de encerramento da secção de São Marcos da Serra dos Bombeiros Voluntários de São Bartolomeu de Messines, porque não se desloca ao quartel para trocar impressões, informações com os directores e comando da corporação?!” ^

 

E eu pergunto: Em vez do Sr. Carneiro Jacinto se deslocar aos Bombeiros de Messines para se inteirar do processo de encerramento, porque não o torna o Sr. José Paulo de Sousa público, para que toda a população de São Marcos e do concelho fique a saber quais as razões?

 

Diz, depois mais à frente “Já agora, e para terminar, o secção fechou mas o serviço é obviamente assegurado na freguesia de São Marcos…” Obviamente! E ainda bem! E o serviço que têm prestado à população de São Marcos é louvável. No entanto existe um pequeno problema, e eu que não sou bombeiro, nem médico (apesar de ser neto de um médico notável e um homem extraordinário) sei o suficiente para afirmar que há vidas que se podem salvar por questões de minutos. E a assistência rápida pode salvar vidas, quer em acidentes de viação, quer em paragens cardiovasculares ou outras situações.

 

A questão que aqui uma vez colocou, de que os bombeiros de São Marcos davam um prejuízo anual de 42,000.00 €. E num comentário, o Sr. José Paulo de Sousa dizia: “A abertura da secção estava lamentavelmente a dar um prejuízo mensal de 3.000,00€”. LAMENTAVELMENTE?

 

Lamentável é alguém precisar de assistência rápida e ter de esperar 15 minutos por uma ambulância. Lamentável é retirar a assistência a uma população que reside numa área muito vasta como a de São Marcos. Lamentável é invocar factores de ordem financeira, sendo que esses valores são uma ninharia comparados com outro tipo de subsídios que por exemplo a câmara distribui a outras entidades. Oito mil contos anuais? Tem de haver outros factores, outros interesses por detrás de tudo isto.

 

Explique lá à população aquilo que diz explicar ao candidato Carneiro Jacinto no quartel dos Bombeiros de Messines. A população merece um esclarecimento plausível.

publicado por António Ramos às 11:24 | comentar | favorito