Será que 1.396 serrenhos contam...

1.396 Eleitores inscritos na freguesia de São Marcos da Serra a 31 de Dezembro de 2006. São estes os números puros e duros de uma freguesia com 155 km², maior que, por exemplo, os concelhos de Lagoa e Albufeira.
 
Face a este cenário como podem dizer-nos para assistir, impávidos e serenos, à transformação da freguesia - e da aldeia - em mais um Talurdo perdido na serra?! Como podem acenar-nos com o turismo como a tábua de salvação de uma freguesia onde, provavelmente, 90% da população não sabe dizer sequer “yes” e, seguramente, mais de 15% não escreve português?
 
Mas apesar disso será que estas pessoas não são importantes? Será que os 155 km² de terra não tem valor absolutamente nenhum? A mim o que me parece é que dos paços do concelho apenas se avista o território a sul. Talvez pela disposição do edifício e das suas varandas. O que é certo é que raramente os “serrenhos” foram lembrados nestes 10 anos de poder Soares.
 
Tenho absoluta consciência da insignificância daquilo que fazemos aqui neste blog. 1.396 Eleitores não são importantes nos dias que correm. Ainda mais quando se sabe que mais de metade não vota e metade - da metade que vota - é “clubista” ao ponto de depositar o seu voto no partido do coração mesmo que o projecto principal desse partido seja demolir a aldeia e plantar batatas.
 
Hoje em dia é preciso ser muito inteligente – até arriscava um sobredotado - para conseguir destrinçar na “propaganda”, nas falsas promessas, no marketing dos partidos e nos “beijos” dos candidatos os projectos e ideias que cada um tem para o concelho e para as freguesias. Às vezes os próprios candidatos têm dificuldade em saber aquilo que prometeram aos cidadãos.
 
Apesar de me custar dar razão ao “João da Serra”, pouco mais podemos fazer do que “deixar arder”.
publicado por Paulo Silva às 22:46 | comentar | favorito