Filhos da puta...

O tema ASAE está na moda, os portugueses “desprezam” aqueles “homenzinhos” do colete preto que, por excesso de mediatismo e de zelo, se transformaram na nova PIDE.

 
Chegou-me aos ouvidos uma história que deixa qualquer indivíduo revoltado e “abespinhado”:
 
Um senhor, na casa dos 70 anos, residente na zona de Perna Seca, acabava de animar um pouco da dor que sofreu com a perda da sua mulher, meses antes. Já mais habituado a viver sozinho resolveu convidar alguns familiares e amigos para a “matança” do porco que, como fazia todos os anos desde a infância, havia sido criado para o consumo da família.
 
No dia da “matança”, com o bicho já morto e em cima da banca, toda a gente procurava cumprir a tradição quando aparecem os “magníficos” agentes da ASAE e, em defesa da saúde publica, de imediato despejaram 3 garrafões de lixívia para cima do porco aberto, inutilizando assim todo o trabalho dos presentes e toda a dedicação do dono. Levantaram-se os autos, identificaram-se os presentes, apreendeu-se o “bicho” e deixaram-se os avisos.
 
Passados poucos dias o senhor suicidou-se, incapaz de entender em que Mundo vivia agora. Sozinho, sem a sua companheira de sempre, numa comunidade e num país que já não lhe diziam nada… qualquer um pensaria em fazer o mesmo.
 
Será que nós, cidadãos e contribuintes deste país, nos sentimos mais protegidos e mais felizes por esta acção da ASAE?! Não creio. Eu pelo menos sinto-me revoltado, inseguro e preocupado com o que será da nossa cultura, das nossas tradições e das nossas gentes que já não vão a tempo de apanhar o comboio do progresso. Apetece-me chamá-los de FILHOS DA PUTA!
publicado por Paulo Silva às 13:23 | favorito