Crocodilos...

"Dois amigos encontram-se no café, em Messines"

 

- Então pá! Por onde tens andado?! Nunca mais apareceste por cá!
- Oh, sabes como é a vida. Estou em Albufeira a viver. Tenho lá um pequeno negócio. E tu?!
- Eu continuo por cá. Gosto do concelho.
- Não me digas que trabalhas na câmara?
- Trabalho! Como adivinhaste?!
- Palpite. Lembrei-me que te vi por ai nas campanhas do PSD e como agora dizes que gostas de viver por cá... ocorreu-me.
- Ahh, mas não foi por isso que me contrataram. Não arranjavam no Algarve outro tipo com minha especialização. Aliás, no concurso, concorri sozinho.
- Sim?! E qual é?! Estavas em Zoologia, não era?!
- Pois. E especializei-me em Crocodilos Australianos. Em Portugal só somos 2 e quando abriu o concurso o outro estava a fazer um estágio na Austrália. Ganda sorte.
- Há crocodilos australianos no Arade?
- Não! Que ideia parva!
- Então o que fazes lá?!
- Agora estou a tirar uma formação para me adaptar à realidade do concelho. Daqui a mais 4 meses também serei especialista no lince ibérico.
- Mas não havia já pessoas especialistas no lince a trabalhar na câmara?!
- Sabes que os linces são muito sensíveis. As normas internacionais dizem que deve haver dois especialistas por lince.
- Essa é boa. Nos jardins-de-infância é uma educadora por cada 8 crianças!
- E o que tem isso a ver?!
- Nada. Lembrei-me... Não devias estar a trabalhar a estas horas?
- Estou a trabalhar. Sabes o escritório que nos deram é muito pequeno e só tem um computador. Fazemos por turnos. Depois de almoço passo por lá para ver os emails.
- Mas não deveriam trabalhar no campo? Na reserva cinegética, por exemplo?!
- Que ideia!!! E o que é que fazíamos por lá?! Não há lá nada!!
- E compensa-te vir tomar café a Messines e depois voltar para lá?!
- Tenho um carro da câmara com cartão GALP Frota, não há problema!
- Quanto é que ganhas, se não é indiscrição?!
- Pois esse é que é o problema. Pagam-me de acordo com a tabela. 1.600 Euros por mês. Mas já os encostei à parede. Ainda este ano me vão nomear para qualquer coisa e passo a ganhar mais 1000 euritos todos os meses.
- Vão-te nomear para qualquer coisa?!
- Sim. Alguma coisa se há-de arranjar. Senão vou-me embora. Tenho uma proposta da Câmara de Lagoa.
- Há crocodilos em Lagoa?!
- Acho que não! O Zoomarine é em Albufeira, não é?!
- É.
- Então não há crocodilos em Lagoa, de certeza.
- O Zoomarine tem crocodilos?!
- Deve ter. Se tem golfinhos também deve ter crocodilos!
- Tens a certeza que acabaste o curso?!
- Claro, fui o segundo melhor em Portugal.
- Estás bronzeado!
- É. Estive em Marraquexe o mês passado.
- De férias?!
- Não. Fui em trabalho.
- Crocodilos ou linces?!
- Nem uma coisa nem outra. Como falo bem inglês acharam que poderia ser útil para traduzir algumas coisas?
- Mas em Marrocos falam árabe e francês?!
- Mas em Gibraltar falam inglês.
- Para ir para Marrocos não tens que ir a Gibraltar.
- Estava prevista uma paragem por lá, mas acabamos por não ir.
- Gostaste?
- Do quê?
- De Marraquexe?
- Xiça!!! Faz-me lembrar o Algoz! Casas a cair, carros por todo o lado e um condomínio de luxo no centro.
- E de quem é a culpa?!
- Deve ser das pessoas do Algoz. Minha é que não é, nunca tive que trabalhar no Algoz.
- Mas olha que no Algoz há crocodilos!
- A sério??!!!!
- A sério. No Crazy World!
- Enaaa!!!!! Tenho de lá ir!! Isso fica perto das vinhas daquele gajo do Barranco Longo?
- Fica. São excelentes os vinhos de lá, não achas?!
- Bahhh. Uma porcaria.
- Já provaste?!
- Não preciso de provar. Ouvi dizer.
- Quem te disse?!
- Basta saber que o produtor acha que o concelho não lhe dá dimensão. Se os vinhos fossem bons não precisava de dimensão.
- Acho que ele se refere ao concelho reconhecer os seus casos de sucesso, mesmo quando eles não são apoiantes do PSD.
- Isso são tangas. O concelho apoia todas as pessoas por igual. Olha agora até apoiamos o presidente da junta de Messines na organização de uma exposição.
- Acho que isso é para enterrá-lo mais ainda.
- O que queres dizer com isso?!
- Não me parece que numa altura de crise seja boa opção organizar coisas como aquela, com publicidade a monte e festas VIP. Acho que a imagem do presidente começa a estar colada à organização de eventos.
- Então?! Queixam-se que não há nada e depois quando se faz alguma coisa queixam-se que há coisas a mais?!
- O que quero dizer é que o trabalho de um bom político tem que ser como uma espetada mista, nunca pode ter dois bocados de carne de porco de seguida.
- Bem, neste caso é uma espetada de porco, sem toucinho nem pimentos. Pode ser que assim ele perca a junta.
- E o que ganhas com isso?
- Assim não precisava de ir a Silves ver os emails. Podíamos arranjar um consultório para mim ali no edifício da junta.
- E atendias o quê no teu consultório?! Crocodilos?
- Não. Podia dar conselhos à população sobre o lince.
- Que conselhos?
- Sei lá... tipo: Nunca dê comida ao lince ibérico.
- Eu acho que as pessoas de cá estão pouco preocupadas com o lince nesta altura.
- Vão vir muitos turistas ver o lince. Vai valer a pena.
- Haverão de ficar hospedados na estalagem de São Marcos.
- Estás a gozar?! Olha que a estalagem vai ficar um espectáculo. Tão boa que até o pessoal daqui há-de querer lá ficar pelo menos uma noite.
- Só estou a ver os putos a querer lá ficar por umas horas, mas até para esses sai mais barato o Íbis em Faro.
- Se houvesse crocodilos no Algarve era em Faro de certeza, por causa da ria.
- Sabes onde é que podias por os crocodilos?!
- Pá, também não precisas de ser ordinário!
- Na Barragem do Funcho. Lá é que os devias meter. Isso é que trazia turistas.
- Boa ideia!!! Vou propor isso na próxima reunião lá na câmara. Soa-me a mais um aumento por nomeação: Coordenador de Répteis da Barragem do Funcho.
- Fica bem e dá cumprimentos à família.
publicado por João da Serra às 23:04 | favorito